Indices que avaliam o desempenho do futebol no Brasil

No Brasil, o futebol é uma paixão. Depois de ganhar o quinto Campeonato do Mundo FIFA em 2002, o futebol brasileiro e seus jogadores tornaram-se ainda mais famosos e procurados pelos melhores times do mundo. As pessoas adoram assistir os jogos de sua própria equipe e os da Seleção Brasileira. Há uma grande rivalidade entre clubes, e isso é visto principalmente nas multidões animadoras. Esta rivalidade é apenas um dos fatores que enfatiza o papel dos rankings de futebol; a capacidade de atrair patrocinadores em troca de publicidade é outro fator crucial.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) produz seu ranking baseado apenas nos pontos que cada equipe alcançou no Campeonato Nacional. A Placar, A revista esportiva mais renomada do Brasil, projetou seu próprio ranking, mas também considera apenas os mesmos dados do Campeonato.

O ranking da Confederação Brasileira  é baseado no número total de pontos marcados pelos times da liga. Há três questões importantes para este índice. Em primeiro lugar, até meados dos anos 90, cada jogo ganhado daria ao vencedor dois pontos. Desde meados dos anos 90 até a data atual, ganhando um match awards de três pontos. Isso beneficiaria os campeonatos mais recentes, e como o objetivo é classificar as equipes de uma perspectiva histórica, os ajustes seriam obrigatórios para alcançar um conjunto homogêneo.

Outra questão aqui é que o formato da liga tem vindo a mudar constantemente desde o seu início, e o número de jogos a cada ano também muda. Considerando isso, quanto mais jogos em um determinado ano, mais importância esta equipe teria no ranking.

Nossa terceira questão é que uma equipe pode alcançar mais pontos do que todos os outros e ainda não ganhar o título. O primeiro time desta categoria é o Atlético de Minas Gerais, que ganhou apenas um único campeonato, enquanto o Flamengo ganhou a liga cinco vezes, e ainda assim ocupa apenas o oitavo lugar.

A revista sports Placar ranking (Placar, 2004) também considera apenas a liga, e atribui 10 pontos para o vencedor, 9 pontos para a 2ª equipe e continua este prêmio descendente linear para a 10ª equipe, que recebe um único ponto.

Pandemia do novo coronavírus adia futebol brasileiro

Os dois clubes que mais se opuseram à retomada do Campeonato de futebol do Rio, Fluminense e Botafogo, serão autorizados a participar da competição, anunciou o prefeito Marcelo Crivella.

Em um vídeo enviado no sábado por um de seus funcionários, Crivella disse: “basicamente, os jogos de Fluminense e Botafogo estão suspensos, e pedimos a compreensão de todos”. Nesse caso, é preciso reagendar todo o seu calendário porque praticamente todas as datas dos jogos de hoje do Campeonato Brasileiro foram alteradas.

O Campeonato Carioca, o torneio de futebol no Estado do Rio de Janeiro, tornou-se a primeira competição sul-americana a retornar após um encerramento do coronavírus com dois jogos na sexta-feira.

O Flamengo, titular da Copa Libertadores e atual campeão da liga brasileira, venceu o Bangu por 3-0. Portuguesa e Boavista empataram 0-0.

Campeonato Brasileiro

Enquanto Bangu era, em teoria, a equipe da casa, o jogo foi jogado no Estádio do Flamengo, o Maracana, local de um dos hospitais de campo coronavirus do Rio de Janeiro.

O reinício, o primeiro das ligas Estaduais do Brasil, foi possível por Crivella relaxando as regras de lockdown na cidade.Apoiadores de ambos os clubes, bem como fãs do Fluminense, que também joga no Maracanã, e Botafogo estavam entre aqueles que protestavam fora do estádio antes do jogo, dizendo que as autoridades estavam colocando vidas em risco.

Fluminense e Botafogo, dois dos quatro grandes do Rio, se opuseram a jogar novamente e foram a tribunal para pedir uma suspensão da liga pelo menos até julho. Os dois clubes, que ainda não haviam retornado ao treinamento, deveriam jogar seu primeiro jogo na próxima segunda-feira, e outro jogo três dias depois.

No início do sábado, a Federação de futebol do Estado do Rio de Janeiro havia dito que se os clubes optassem por não jogar seu jogo, eles seriam considerados como perdidos por 3-0 no Brasileirão. 

Crivella disse em sua declaração que o Decreto público sobre a retomada do futebol seria ajustado para reconhecer que os dois clubes não estariam jogando.

Com quase 48 mil pessoas mortas pelo vírus até agora, o Brasil tem o segundo maior número de mortos no mundo, depois dos Estados Unidos, e o número de casos continua aumentando acentuadamente.

O Rio de Janeiro é o segundo Estado brasileiro mais afetado, logo atrás de São Paulo, com 95.537 casos confirmados de COVID-19 e 8.824 mortes.