Pandemia do novo coronavírus adia futebol brasileiro

Os dois clubes que mais se opuseram à retomada do Campeonato de futebol do Rio, Fluminense e Botafogo, serão autorizados a participar da competição, anunciou o prefeito Marcelo Crivella.

Em um vídeo enviado no sábado por um de seus funcionários, Crivella disse: “basicamente, os jogos de Fluminense e Botafogo estão suspensos, e pedimos a compreensão de todos”. Nesse caso, é preciso reagendar todo o seu calendário porque praticamente todas as datas dos jogos de hoje do Campeonato Brasileiro foram alteradas.

O Campeonato Carioca, o torneio de futebol no Estado do Rio de Janeiro, tornou-se a primeira competição sul-americana a retornar após um encerramento do coronavírus com dois jogos na sexta-feira.

O Flamengo, titular da Copa Libertadores e atual campeão da liga brasileira, venceu o Bangu por 3-0. Portuguesa e Boavista empataram 0-0.

Campeonato Brasileiro

Enquanto Bangu era, em teoria, a equipe da casa, o jogo foi jogado no Estádio do Flamengo, o Maracana, local de um dos hospitais de campo coronavirus do Rio de Janeiro.

O reinício, o primeiro das ligas Estaduais do Brasil, foi possível por Crivella relaxando as regras de lockdown na cidade.Apoiadores de ambos os clubes, bem como fãs do Fluminense, que também joga no Maracanã, e Botafogo estavam entre aqueles que protestavam fora do estádio antes do jogo, dizendo que as autoridades estavam colocando vidas em risco.

Fluminense e Botafogo, dois dos quatro grandes do Rio, se opuseram a jogar novamente e foram a tribunal para pedir uma suspensão da liga pelo menos até julho. Os dois clubes, que ainda não haviam retornado ao treinamento, deveriam jogar seu primeiro jogo na próxima segunda-feira, e outro jogo três dias depois.

No início do sábado, a Federação de futebol do Estado do Rio de Janeiro havia dito que se os clubes optassem por não jogar seu jogo, eles seriam considerados como perdidos por 3-0 no Brasileirão. 

Crivella disse em sua declaração que o Decreto público sobre a retomada do futebol seria ajustado para reconhecer que os dois clubes não estariam jogando.

Com quase 48 mil pessoas mortas pelo vírus até agora, o Brasil tem o segundo maior número de mortos no mundo, depois dos Estados Unidos, e o número de casos continua aumentando acentuadamente.

O Rio de Janeiro é o segundo Estado brasileiro mais afetado, logo atrás de São Paulo, com 95.537 casos confirmados de COVID-19 e 8.824 mortes.